AVALIAçãO

Artigos do Regimento da Móbile que tratam da avaliação

A avaliação do rendimento do aluno será expressa em nota em uma escala de zero a 10 (dez), graduada de 0,5 (cinco) em 0,5 (cinco) décimos.

A síntese dos resultados das avaliações será feita bimestralmente.

Considera-se média anual a soma das notas dos quatro bimestres dividida por quatro.

Consideram-se “pontos” o resultado da soma das notas dos bimestres.

Seção A – Do Sistema de Promoção

Artigo 40. – Será considerado promovido para a série seguinte ou concluinte de curso o aluno que obtiver média anual igual ou superior a 5,0 (cinco) em todos os componentes curriculares, desde que a nota do 4º bimestre seja igual ou superior a 5,0 (cinco) e a soma das notas no 3º e 4º bimestres seja igual ou superior a 10 (dez) pontos.

Artigo 41. – Será também considerado promovido, após o exame final, o aluno que obtiver média igual ou superior a 5,0 (cinco), resultante da média anual e da nota do exame final.

Artigo 42. – Será exigida para promoção a frequência de 75% (setenta e cinco por cento) em cada componente curricular.

Seção B – Do Sistema de Retenção

Artigo 43. – Será considerado retido, ao final do ano letivo, o aluno que não alcançar 14 (catorze) pontos em qualquer componente curricular ou que se encontrar em uma das seguintes situações em mais de quatro componentes curriculares:

Média anual inferior a 5,0 (cinco);

Média anual igual ou superior a 5,0 (cinco) e nota do 4º bimestre inferior a 5,0 (cinco);

Média anual igual ou superior a 5,0 (cinco) e a soma das notas do 3º e 4º bimestres inferior a 10 (dez) pontos.

Será ainda considerado retido o aluno que não alcançar média 5,0 (cinco) resultante da média anual e da nota do exame final.

Artigo 44. – Será considerado retido o aluno que tiver frequência inferior a 75% (setenta e cinco por cento) em cada componente curricular.

Artigo 45. – Aos alunos com nota inferior a 5,0 (cinco) no bimestre e a 10,0 (dez) no semestre serão oferecidos estudos de recuperação nas seguintes formas:

Recuperação contínua (bimestral);

Recuperação paralela (semestral).

§ 1º. – A recuperação contínua será realizada durante os plantões semanais, no decorrer do bimestre letivo, por meio de orientações de estudos.

§ 2º.- A recuperação será semestral, realizada por meio de planos de estudos com uma prova e uma aula, no mínimo.

Artigo 46. – Serão submetidos a estudos de recuperação paralela os alunos que obtiverem notas conforme o que segue:

I – soma das médias do 1º e do 2º bimestres inferior a 10 (dez) pontos;

II – soma das médias do 3º e do 4º bimestres inferior a 10 (dez) pontos e/ou média do 4º bimestre inferior a 5,0 (cinco);

III – média anual igual ou superior a 5,0 (cinco), com média igual ou superior a 5,0 (cinco) no 4º bimestre e com soma de médias do 3º e 4º bimestres inferior a 10 (dez) pontos.

§ 1º. – O aluno considerado recuperado no 1º semestre terá o número de pontos anteriormente obtidos substituído por 10 (dez) pontos.

§ 2º. – O aluno considerado não recuperado, cuja nota de recuperação semestral seja superior à média do 1º semestre, terá nova média semestral calculada de acordo com a seguinte fórmula:

Nova média do 1º semestre:

formula12

 

 

§ 3º. – O aluno considerado recuperado no 2º semestre terá o número de pontos anteriormente obtidos substituído por 10 (dez) pontos, caso sua média no 4º bimestre seja maior ou igual a 5,0 (cinco) pontos, ou seja, caso não tenha ficado em recuperação por regressão.

§ 4º. – O aluno considerado que ficou em recuperação por regressão, ou seja, obteve média, no 4º bimestre, inferior a 5,0 (cinco) pontos, mas conseguiu se recuperar, terá sua nota de 4º bimestre substituída por 5,0 (cinco) pontos.

§ 5º. – O aluno considerado não recuperado, cuja nota de recuperação semestral seja superior à média do 2º semestre, terá nova média semestral calculada de acordo com a seguintes fórmula:

Nova média do 2º semestre:

formula13

 

 

§ 3º.- O aluno que obtiver número de pontos igual ou superior a 10 (dez) no 1º semestre e nota inferior a 5,0 (cinco) no 2º bimestre será convidado a participar dos estudos de recuperação e a soma de pontos do semestre permanecerá inalterada.

Artigo 47.- O professor registrará na prova do aluno submetido a estudos de recuperação paralela apenas o termo “recuperado” quando a nota da prova for igual ou superior a 5,0 (cinco) e registrará a nota obtida caso seja inferior a 5,0 (cinco).

Seção D – Do Exame Final

Artigo 48. – Será submetido a exame final o aluno que não tiver obtido resultados satisfatórios nos estudos de recuperação paralela do 2º semestre em até 4 (quatro) componentes curriculares e se estiver em cada componente curricular em, no mínimo, uma das seguintes situações:

I – média anual inferior a 5,0 (cinco);

II – média anual igual ou superior a 5,0 (cinco), sendo a nota do 4º bimestre inferior a 5,0 (cinco);

III – média anual igual ou superior a 5,0 (cinco), sendo a nota do 4º bimestre igual ou superior a 5,0 (cinco) e a soma do 3º e 4º bimestres inferior a 10 (dez) pontos.

Artigo 49. – Somente terá direito a exame final o aluno que obtiver, no mínimo, 14 (catorze) pontos durante o ano letivo em qualquer componente curricular.

Artigo 50. – Por decisão do Conselho de Classe, qualquer aluno poderá ser encaminhado para exame final ou promovido mesmo que não atenda aos critérios de promoção.

Artigo 51. – O exame final constará de uma prova cujo conteúdo versará sobre os pontos fundamentais do(s) componente(s) curricular(es) trabalhados durante o ano letivo.

§ 1º. – Os estudos complementares preparatórios para o exame final serão de inteira responsabilidade do aluno.

§ 2º. – A época de realização da prova será definida no Plano Escolar anual.

O exame final será realizado na 2ª quinzena de janeiro do ano seguinte, exceto para os alunos que satisfizerem as condições descritas a seguir, os quais terão direito de realizar o exame final em dezembro do ano letivo em vigor:

a) não ter recuperado o 1º semestre, mas ter obtido média, nesse período, igual ou superior a 4,0 (quatro);

b) ter obtido média do segundo semestre igual ou superior a 5,0 (cinco) e ter obtido, pelo menos, nota 5,0 (cinco) no 4º bimestre;

c) estiver em exame (artigo 48 deste documento) em, no máximo, dois componentes curriculares (tais componentes devem, necessariamente, atender aos itens “a” e “b” deste artigo);

d) estiver em recuperação do 2º semestre em, no máximo, duas disciplinas (que não sejam as mesmas dos exames).

Caso o aluno não seja aprovado no exame de dezembro, terá o direito de realizar exame final na 2ª quinzena de janeiro do ano seguinte.

Artigo 52. – Será exigida a frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) do total de aulas de cada componente curricular para promoção do aluno.